O que você precisa saber sobre a música soul contemporânea no Brasil

 

O Soul Music é um estilo de música que nasceu há mais de 60 anos, com toda a força da música afro-americana, do blues e também do jazz por trás de sua origem. Claro, o Soul já mudou muito ao longo dos anos, e em território brasileiro ele também tem feito muito sucesso desde que chegou, mas a verdade é que sua evolução acabou se tornando algo completamente diferente.

Atualmente, é possível até mesmo encontrar o Soul dentro de casas de música eletrônica, já que o estilo musical acabou se espalhando de forma extremamente forte dentro do cenário da MPB.

A Música Soul Contemporânea no Brasil Hoje

22 Mar 2021

A música soul desembarca no Brasil nos anos 60. Mas foi no início da década de 70 que o síndico, Tim Maia, revolucionou o mercado fonográfico brasileiro e tornou-se o maior nome deste estilo musical em terras tupiniquins.

Sandra de Sá, Jorge Ben Jor e Wilson Simonal também fizeram parte do cenário do soul, no Brasil. Até hoje, eles são considerados referência nesse estilo contagiante.

Este estilo musical vem da alma e transmite muito sentimento. É um dos símbolos do movimento negro e teve origem na necessidade da luta por direitos iguais e posicionamento sócio-político.

O Soul como Música Popular Brasileira

O mercado musical brasileiro ficou em frenesi com a chegada do soul. O Rio de Janeiro tornou-se a capital nacional do soul e oritmo se consolidou. Ele não apenas conquistou os subúrbios, as favelas e o asfalto carioca, mas também conquistou todo o país.

Como peculiaridade da produção cultural brasileira, vários artistas começaram a misturar o soul com samba e forró. Isso criou uma característica própria e proporcionou brasilidade ao som das comunidades negras americanas.

Este soul brasileiro foi integrado à cultura musical local e serviu de base para o surgimento do funk carioca, do rap e do hip hop brasileiros, bem como outros subgêneros.

Outras referências

A segunda onda desse soul brazuca foi liderada pela rapaziada do Movimento e da banda Black Rio, bem como por Ed Motta que dominaram as paradas de sucesso da dial brasileira.

Ainda na década de 80, o cantor Claudio Zoli foi um dos grandes nomes e defensores do soul do Brasil.

Nos anos 90, Lulu Santos consolidou a mistura do pop rock brasileiro com o soul no álbum Assim Caminha a Humanidade. Na mesma época, a cantora Fernanda Abreu lança sucessos como Rio 40 Graus, Veneno da Lata, Brasil é O País do Suingue - eternizando a sua carreira como a Rainha do Samba Soul e Funk Swingado.

Uma Nova Geração Pulsante

Com tamanha diversidade e persuasão, o soul brasileiro manteve o seu lugar na indústria nacional. Porém, foi a democratização da internet que impulsionou um resgate do estilo, bem como o reviver dos áureos tempos através das produções independentes de alta qualidade.

A última década tem sido um berçário para as novas gerações de bandas, compositores e cantores cheios de personalidade que escolheram o soul como base para disseminar sua arte.

A Nova Voz do Soul Brasileiro

Hoje, a cantora Liniker é considerada a voz que lidera essa nova geração do soul no Brasil. Em 2015, enquanto cursava a Escola Livre de Teatro, ela encontrou alguns amigos e então decidiram montar a banda Liniker & Os Caramelows. Eles alcançaram mais de 2 milhões de visualizações em apenas dois dias depois que lançaram o seu primeiro single, ''Zero'' - música que faz parte do EP, ''Cru''.

Como um cometa, esta banda resgatou a essência do soul produzido no Brasil e abriram caminho para a ascensão de outros artistas independentes.

Por isso, é justo afirmar que Liniker & Os Caramelows já escreveram o seu nome na história da música popular brasileira e estão conduzindo uma legião de fãs, que abraçam e apoiam uma cultura de resistência e cheia de representatividade.

Recomendamos que você também conheça como a indústria dos jogos online começou no Brasil. Uma ótima oportunidade para também aproveitar um momento de lazer.